Governo zera tarifa para importação de etanol e 7 alimentos

Cortes valem até 31 de dezembro deste ano
Imagem do Ministro Paulo Guedes, simbolizando arrecadação do governo federal

Ontem o governo anunciou um corte nas tarifas para importação de 7 alimentos, entre eles, o café. Além disso, haverá uma redução para compra externa de bens de capital e informática. 

Qual é a nova do governo?

Em razão da alta nos preços dos produtos mais básicos, o governo, através do Ministério da Economia anunciou ontem tarifa zero para 7 itens da cesta básica. 

Assim, o café, a margarina, o queijo, macarrão, açúcar e o óleo de soja poderão ser comprados na gringa sem qualquer cobrança de tarifa pela importação. 

Ademais, haverá redução de 10% na tarifa para comprar bens de capital, que são produtos utilizados pela indústria para produzir outros produtos, como máquinas e equipamentos. 

Esse corte de 10% também vale para produtos de informática. 

Os gamers piram. 

Está gostando, danado? Segura que tem mais. 

A importação do etanol, usado na mistura de combustíveis, também terá tarifa zero. 

Quais os impactos disso?

De acordo com Lucas Ferraz, que é o secretário do Comércio Exterior do ministério, para zerar a tarifa dos alimentos e do etanol, o custo para o governo será de R$1 bilhão. 

Já para o motorista, o corte na importação de etanol pode gerar uma redução de R$0,20 no preço da ‘gasosa’. 

Contudo, embora o preço desses alimentos listados possa cair no primeiro momento, posteriormente pode voltar a subir, já que quando um produto fica mais barato a procura por ele aumenta, e esse aumento na demanda causa a inflação e os preços voltam a subir. 

Em contrapartida, a redução de tarifas na compra de maquinários para a indústria pode acender o foguinho da produção e dar uma segurada na inflação malvadona. 

Quando é que essas reduções começam?

A redução para comprar bens de capital e bens de informática começa no dia 1º de abril. Não, não é mentira. 

Com relação a compra dos alimentos mencionados acima e do etanol, a tarifa zerada começa a partir de amanhã. 

Por fim, o governo garantiu que não haverá compensação, ou seja, não vai aumentar a tarifa de outros produtos para reduzir nesses citados. Porém, esses cortes vão até dezembro deste ano.  

Inscreva-se na nossa newsletter!