Início » Economia » Governo federal anuncia extensão do auxílio emergencial por mais três meses

Governo federal anuncia extensão do auxílio emergencial por mais três meses

O benefício, que acabaria em julho, foi prorrogado até outubro deste ano
Celular com aplicativo da caixa de auxílio emergencial aberto
(Foto: Arthur Souza/Photopress/Estadão Conteúdo)

O governo federal anunciou na última segunda-feira (5) a prorrogação do auxílio emergencial por mais três meses, até outubro. Conforme a programação anterior, o benefício acabaria em julho.

De acordo com o Ministério da Cidadania, os valores que estão sendo pagos atualmente serão mantidos nestes três meses a mais de auxílio. Dessa forma, pessoas que moram sozinhas receberão R$ 150 por mês. 

Já as mulheres chefes de família monoparental, que são aquelas que criam os filhos sozinhas, ganharão R$ 375 mensalmente, enquanto os demais beneficiários serão contemplados com R$ 250 por mês.

O calendário de pagamento do benefício, que auxilia quase 40 milhões de brasileiros, ainda não foi divulgado pela Caixa Econômica Federal. A instituição é responsável por realizar os depósitos. Os pagamentos serão feitos pela conta poupança digital da Caixa. Para os beneficiários do Bolsa Família, o valor será pago por meio do cartão do programa.

Em um discurso realizado após o anúncio, o ministro da Economia, Paulo Guedes, declarou que a extensão do benefício, assinada pelo presidente Jair Bolsonaro, acontecerá em um período de retomada econômica e de aceleração da vacinação no Brasil. 

"Esses meses adicionais, que levam a sete meses a prorrogação, é para dar a proteção enquanto atingimos a vacinação em massa, já que o ministro [Marcelo] Queiroga prevê que, em três meses, a gente tenha o controle epidemiológico"

disse o ministro. 

Liberação de crédito extraordinário

Para custear o pagamento das parcelas extras do auxílio, o governo anunciou ainda a Medida Provisória (MP) 1.056/2021. A MP visa abrir um crédito extraordinário de R$ 20,2 bilhões para que o Ministério da Cidadania possa conceder o benefício até outubro.

Adm Explica

O crédito extraordinário é uma modalidade adicional de crédito utilizada para atender despesas imprevisíveis e urgentes, como guerras ou situações de calamidade pública. Este valor fica fora do teto de gastos, um limite de custos pensado para evitar endividamentos do governo, que é estabelecido com base na inflação do ano anterior.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp