Início » Economia » Governo decide modelo de privatização dos Correios

Governo decide modelo de privatização dos Correios

O governo federal quer se desfazer de 100% do capital da empresa
Correios terão que investir R$ 2,5 bi por ano para ter competitividade, diz ministro
(Foto: Divulgação/Correios)

O governo federal definiu o modelo de privatização dos Correios e agora pretende se desfazer de 100% do capital da companhia.

A informação foi confirmada pelo secretário especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados do Ministério da Economia, Diogo Mac Cord, em uma entrevista ao jornal O Globo, divulgada na última segunda-feira (6). 

De acordo com o secretário, o modelo de privatização estabelecido prevê a venda de todo o controle da empresa. A negociação ocorrerá por meio de um leilão tradicional, onde o comprador levará tantos os ativos quanto os passivos da companhia. Ou seja, o novo dono deverá assumir também as obrigações financeiras da empresa.

O governo federal pretende levar o projeto de lei de privatização da estatal à Câmara dos Deputados entre os dias 12 e 15 de julho, antes do início do recesso parlamentar, onde a proposta será votada. Segundo Mac Cord, a aprovação é fundamental para garantir o bom funcionamento dos serviços postais no Brasil. 

"Se não fosse a transformação de gestão nos últimos dois anos, tinha sério risco de os Correios se transformarem em estatal dependente do Tesouro Nacional. Os Correios precisam ser privatizados, sob pena de desastre no Orçamento"

Diogo Mac Cord, em entrevista ao jornal O Globo.

Ainda segundo as informações divulgadas pelo secretário, a proposta analisada pelo governo visa transformar a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) em uma outra entidade, denominada Agência Nacional de Comunicações (Anacom).

Esta nova empresa será responsável por regular os serviços postais e garantir a universalização do atendimento. 

Apesar de já ter desenvolvido a proposta, o governo federal ainda não possui um valor previsto para a privatização. O montante será determinado com base em uma avaliação detalhada das contas da estatal.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp