Estados se recusam a zerar ICMS

A alegação dos estados é que a redução da alíquota seria inviável
Pessoa recusando garfo com comida, simbolizando a recusa do ICMS

Traz um remédio de dor de cabeça para o presidente Bolsonaro, porque parece que os estados ainda vão pressionar, e muito, o juízo do governo sobre a proposta do ICMS. 

Contextualiza aí…

No dia 25 de maio a Câmara dos Deputados aprovou um projeto do governo federal que tem por objetivo reduzir a alíquota do ICMS sobre alguns itens. Dentre estes, os combustíveis, que hoje sofrem uma impactante alta, preocupando os setores da economia.

Sendo assim, além dos combustíveis, a proposta reduz a alíquota do imposto para gás natural, energia, comunicações e transportes coletivos. No entanto, o projeto, de autoria do governo federal, mexeu no vespeiro dos governos estaduais, que agora reagem negativamente à proposta. 

Leia mais:

Diesel pode sumir no norte e nordeste

Carrefour coloca Grupo BIG na sacola

Por que os estados reclamAM DO ICMS?

O ICMS, ou Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços, é um tributo que compete aos estados recolher, e representa uma importante parte de sua arrecadação. Todavia, com a redução, são justamente os estados os mais afetados pela proposta, e por isso reagem.

Na terça-feira (7), alguns governadores se reuniram com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, para debater a proposta. Conforme as falas, o projeto, que ainda depende da aprovação do Senado, não deve seguir como está.

Segundo os governadores, as perdas com a redução gerariam um rombo de R$ 115 bilhões no orçamento dos estados. Além disso, a alegação é de que a redução não traria muitos benefícios reais na bomba de combustíveis.

O governo federal tem cartas na manga?

O governo federal vem tentando contornar a situação com opções para custear parte das perdas dos estados. Dentre estas, repassar lucros da Petrobras, e até mexer no dinheiro que o governo vai arrecadar com a privatização da Eletrobras. Será que vai pra frente?

Inscreva-se na nossa newsletter!