Dólar cai para R$ 5,14, o menor valor no ano

Em reação ao PIB, será que agora rola ir pra Disney? Adm se ilude com isso toda vez.
Notas de dólar em frente a gráficos de barras

Em queda de 1,49%, o dólar comercial fechou ontem (1) a R$ 5,14, tendo influência da divulgação do crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) do primeiro trimestre do Brasil. Esse foi o menor valor da moeda norte-americana desde 21 de dezembro de 2020.

Esse crescimento do PIB que, segundo o IBGE, foi de 1,2% foi bem acima do esperado que era projetado em algo próximo a 0,7%. Isso fez com que as projeções daqui para o fim do ano começassem a ser revisadas.

O bom humor da economia local também foi visto na máxima histórica do principal indicador da nossa bolsa de valores (B3), o índice Ibovespa: ontem, o valor atingido foi 128.267 pontos. O terceiro dia seguido em que o nosso índice renova suas máximas históricas.

Desde janeiro, o Ibovespa acumula uma alta de 7,8% e o real acumula valorização de 0,8% no ano. Já o dolar, com este resultado, zera a alta que registrava neste ano e acumula queda de 0,78%.

Espera-se, também, que haja uma estabilização ou normalização da política monetária (ou seja, quanto ao dinheiro) até o final do ano devido a uma atividade mais forte na economia aqui do país.

Observando o Banco Central normalizando os juros, os dados do PIB e o cenário geral, o real agora pode começar a ter um impulso diante das moedas de outros países emergentes, dentre as quais o real ainda é relativamente barato.

Inscreva-se na nossa newsletter!