Desemprego no país cai, mas ainda atinge mais de 14 milhões de pessoas

Dados do IBGE mostram a queda recente da taxa de desemprego de 14,7% para 14,1%
carteira de trabalho

Do primeiro trimestre para o segundo, a taxa de desemprego no país caiu de 14,7% para 14,1% – uma redução de 0,6 ponto porcentual. Apesar da taxa ter diminuído, o número de brasileiros desempregados ainda soma 14,4 milhões.

A informação foi divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta terça-feira (31) e são parte do Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios).

Quando se compara com o segundo trimestre do ano passado, abril a junho, tivemos uma alta de 0,8 ponto percentual – na época, a mesma taxa era de 13,3%.

E como é feita essa pesquisa?

A pesquisa é feita com mais de 200 mil casas em algo próximo a 3500 cidades, sendo que o IBGE considera desempregado quem não possui um trabalho e está a procura nos 30 dias anteriores à semana em que foi feita a pesquisa.

Outro órgão que apresenta números de desemprego é o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), em que os números são apresentados pelo Ministério da Economia. Nesse caso, apenas os trabalhos com carteira assinada são considerados, tornando dados mais restritos.

Na pesquisa do IBGE, o indicador usa trimestres móveis, ou seja, não necessariamente se trata do primeiro, segundo ou terceiro trimestre, por exemplo.

Vale lembrar que passamos (e estamos passando, embora esteja se aproximando do fim) por uma pandemia e teoricamente tudo está se recuperando.

Adm

 E embora a porcentagem de desemprego tenha diminuído, os números brutos ainda podem melhorar muito, concordam?

Inscreva-se na nossa newsletter!