Início » Economia » Conta de energia pode subir mais de 16% em 2022, estima Aneel

Conta de energia pode subir mais de 16% em 2022, estima Aneel

E lá vamos nós de novo!
lampada
Christian Dubovan|Unsplash

Vamos entender melhor esse rolê: a Aneel – Agência Nacional de Energia Elétrica – a partir de cálculos antecipados, fez uma previsão de que os preços das contas de luz podem subir cerca de 16,68% em 2022. Não é a primeira vez que os preços sofrem aumento.

Isso se deve principalmente à crise hídrica que está atingindo as principais usinas hidrelétricas do país.

Atualmente, o que está rolando é a chamada “bandeira vermelha 2”, que significa um aumento de R$9,49 a cada 100 kWh consumidos.

Diante disso, a agência está analisando medidas para minimizar os efeitos disso aos consumidores. O objetivo é manter os reajustes num patamar inferior a 2 dígitos. O superintendente de Gestão Tarifária da agência reguladora publicou os dados em uma audiência pública nesta semana.

Ele afirma que novas ações, como adiantar recursos que vêm da privatização da Eletrobras, podem conseguir R$ 8,5 bilhões e consequentemente diminuir o reajuste da tarifa para os consumidores. Diante de tais medidas, o aumento para o ano que vem pode ser diminuído de 16,7% para cerca de 10,7%.

“Mas ainda estamos estudando alternativas”, afirmou o diretor.

Vale lembrar que as tarifas de energia são diferentes para cada distribuidora de energia, além de sofrerem reajuste de forma diferente para cada caso.

A crise hídrica fez com que mais energia precisasse ser gerada pelas termelétricas, além de serem mais caras. As bandeiras tarifárias, portanto, cobrem parte desta conta.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp