China ultrapassa Brasil em exportações para a Argentina

País do Messi é nosso terceiro maior cliente
Bandeiras da China e do Brasil

“Em mim você fez um furto, baby, e meu coração tu roubou…”. Parece que a Argentina entregou a ‘massinha mole’ para a China de vez. O país asiático desbancou o Brasil em vendas para os hermanos. 

A China está dominando o mundo mesmo? 

O ‘mande in China’ só aumenta. E agora, até nossos vizinhos preferem comprar no mercadinho do outro lado do mundo, do que no que fica do lado. 

Em 2010 a China desbancou os EUA em exportações para a Argentina e em 2021 também ultrapassou o Brasil em mais de US$ 1 bilhão. 

Ah, miserável. 

Nosso país era a lojinha favorita dos hermanos. No ano passado, nossas exportações para lá foram de US$ 12,4 bilhões, o que corresponde a 19,6% das importações da Argentina. 

Contudo, essa porcentagem já foi maior. Em 2011 o ‘made in Brasil’ detinha 30% das compras argentinas. 

Já a China, registrou em 2021 uma fatia de 21,04%, exportando US$ 13,5 bi para os nossos vizinhos, momento em que empurrou o Brasil do pódio de 1º lugar de maior vendedor. 

Será que a China vai continuar liderando? 

Convenhamos que reciprocidade é tudo na vida. Nas relações de compra e venda também. Apesar de termos perdido nosso posto para a China, o Brasil ainda compra muito dos vizinhos. Já o país asiático, não. 

Ou seja, quando um país importa muito e exporta pouco, apresenta o chamado déficit. Assim, nessa relação entre argentinos e chineses, há um déficit de US$ 7,4 bi. 

E é claro que déficit nunca é uma coisa boa, já que aumenta a dívida de um país, que não é compensada pelas vendas, já que a China não compra muito da Argentina. 

Por essa razão, talvez, os hermanos que já não estão muito bem economicamente, voltem atrás e nos coloquem em primeiro lugar de novo.

E como fica o Brasil?

É sempre chato deixar de ser o número 1. Ainda mais quando isso nos custa dinheiro. Exportar menos é ruim, vez que o pagamento é em dólar. 

E já que a moeda norte-americana está bem valorizada, o valor arrecadado pelas vendas para fora é alto. Isso quer dizer, um tributo gordinho para o cofre do Brasil.  

Por sua vez, mais dinheiro no tesouro nacional gera impulso para o crescimento do país. Então sim, essa notícia foi péssima para os brasileiros. 

Inscreva-se na nossa newsletter!