Caged apresenta a criação de mais de 120 mil vagas formais no mês de abril

O relatório mostra uma reversão do saldo negativo do ano passado, mas o resultado ficou abaixo do esperado.
Carteira de trabalho sendo assinada, simbolizando as Contratações no Brasil

Ontem (26) foi divulgado os dados Caged, que apresentou uma criação de 120.935 vagas formais no mês de abril deste ano.

O que é o Caged?

Caged é a sigla para Cadastro Geral de Empregados e Desempregados. É um relatório criado com o objetivo de levantar os dados de quantas pessoas foram admitidas e demitidas no Brasil em determinado período.

Porém esse relatório só contempla as movimentações das vagas formais, ou seja, de pessoas com a carteira assinada, vulgo CLT.

Como foram os resultados do Caged no mês de abril?

Segundo o Ministério da Economia, órgão responsável pelo Caged, mostrou que no mês passado, 1.381.767 pessoas foram admitidas e 1.260.832 foram demitidas.

É válido ressaltar que ao falarmos sobre “criar” empregos, isso significa que o saldo entre admissões e demissões é positivo.

Portanto, o saldo foi de 120.935 novas vagas criadas no Brasil em abril.

Comparação dos resultados

Vamos por partes aqui para ninguém se perder.

A Reuters tinha uma expectativa de que fossem criadas 172,5 mil vagas formais e claramente acho que nem preciso dizer que apesar do número positivo, acabou ficando abaixo do esperado.

Comparando com abril de 2020, o resultado foi muito positivo. Na época, com o impacto da pandemia, foram fechadas 963.703 vagas, ou seja, o saldo entre admissões e demissões foi negativo. Nesse mês pudemos reverter o pior resultado para o mês de abril já registrado.

Outra comparação que podemos fazer é com os resultados de janeiro até abril deste ano com os quatro primeiros meses do ano passado, então prepare-se que o resultado é ainda mais animador. Nesse período de 2020, o saldo foi de fechamento de 763.232 vagas formais, já no mesmo período de quatro meses deste ano, foram criadas 957.889 vagas.

E a última confrontação que podemos fazer entre os dados, é com o mês passado, mostrando uma queda de 31,81% na criação de empregos. No mês de março foram abertas 177.352 vagas.

Agora você pode estar se perguntando…

O que isso impacta na vida das pessoas?

Essa resposta é simples, quanto mais criação de novos empregos, mais o nosso país possui mão de obra para produzir riquezas e isso faz com que a economia volte a girar. Não tem nada melhor para a economia de um país do que a sua população empregada e o aumento na força de trabalho.

Claro, que ao mesmo tempo que isso é positivo, também tem a sua contrapartida. Pense comigo, quanto mais pessoas empregadas, mais dinheiro está rodando na economia, ou seja, mais empregos, mais dinheiro para as famílias, o que estimula o consumo de produtos básicos.

Quem acompanha a The Compass já sabe onde quero chegar né?

Quanto mais as pessoas consomem o produto, aumenta a demanda e isso aumenta os preços e magicamente temos a famosa inflação.

Conclusão

No momento em que vivemos, é essencial a criação de empregos, para que possamos retomar o nosso ritmo econômico e ter um crescimento sustentável a longo prazo, para nos recuperarmos deste impacto da pandemia.

Mas claro, o ponto levantado pela inflação, não necessariamente é algo ruim, porém serão necessários um bom controle e uma boa política monetária para que isso não reflita e impacte a nossa economia.

Inscreva-se na nossa newsletter!