Início » Economia » Brasileiros já pagaram mais de R$ 1,5 trilhão de impostos em 2021

Brasileiros já pagaram mais de R$ 1,5 trilhão de impostos em 2021

Marca foi atingida só no final de setembro em 2020. Esse ano tá ligeiro, em?
tabela impostos
Leon Dewiwje|Unsplash

Os brasileiros já pagaram R$ 1,5 trilhão em impostos em 2021. No ano anterior, 2020, esta marca foi alcançada apenas no dia 28 de setembro. Ou seja, a tributação acumulada neste ano está maior do que na mesma altura do ano anterior, o que significa que o brasileiro está pagando ainda mais impostos.

O dado veio da Associação Comercial de São Paula (ACSP), que possui um medidor chamado Impostômetro da carga tributária. Desde o primeiro dia do ano até ontem (01/08), tributos federais, estaduais e municipais foram contabilizados pelo medidor.

Segundo a associação, uma parte dessa alta se deve à recuperação da economia que foi gravemente impactada pela crise do coronavírus no ano anterior.

Ao comentar sobre o sutil recuo das quarentenas em função da pandemia no país, Marcel Solimeo, economista da ACSP afirma: 

“Boa parte do aumento da arrecadação deste ano é explicada pela melhora da economia, que está menos sujeita a restrições de funcionamento”

Além disso, o aumento da carga tributária também é reflexo do aumento dos preços de produtos e serviços – ou seja, da inflação. Afirmou-se, em nota, que o IGP (Índice Geral de Preços) acumula alta de 33% em doze meses e o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), uma alta de 8,6%.

Para se ter uma noção, hoje no Brasil existem 4 divisões das principais categorias tributárias: Produção e Circulação (ICMS, IOF, IPI, ISS); Renda e Propriedade (IPVA, IR, ITCMD, ITR, IPTU, ITBI); Comércio Exterior (IE Federal, II Federal); Outros (previdência, CIDE, COFINS, CSLL). Pouca coisa, em?

 As análises da ACSP indicam que um aumento da inflação nesse período em comparação aos aumentos de preços registrados em períodos anteriores e à desvalorização do real em relação ao dólar no período, assim como ao crescimento de alguns setores da economia como importações, saúde, indústria e grandes varejistas também contribuíram para o valor atingido em tributação neste ano. O aumento de compras feitas online e do serviço de delivery no último ano também foi levado em consideração.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp