Bolsonaro confirma Auxílio Brasil de R$ 400 e diz que não vai furar teto de gastos

O substituto do Bolsa Família segue no radar do mercado, que não está reagindo tão bem a essa história
Bolsonaro confirma Auxílio Brasil de R$ 400 e diz que não vai furar teto de gastos

O presidente Jair Bolsonaro confirmou hoje (20) que o Auxílio Brasil terá pagamentos mensais de R$ 400. O programa social é o substituto do Bolsa Família e seria anunciado ontem pelo Ministério da Cidadania, mas o evento foi adiado.

No evento, Bolsonaro ressaltou que o novo programa não deverá ultrapassar o teto de gastos, criado para limitar as despesas públicas conforme a variação da inflação. Este risco é uma das maiores preocupações do mercado financeiro sobre o auxílio.

Segundo o presidente, o programa é uma reformulação que deve ajudar as famílias em meio ao fim do auxílio emergencial.

De olho no teto de gastos

O atual Bolsa Família tem um benefício médio de R$ 191 por mês e atende 14,6 milhões de famílias. Já o novo auxílio terá um valor maior e deverá ajudar cerca de 17 milhões.

Por conta disso, a expectativa é que o valor de R$ 400, ao longo de 2022, possa gerar uma despesa de cerca de R$ 30 bilhões acima do teto.

No evento desta quarta-feira, Bolsonaro não especificou como o programa será viabilizado. Segundo ele, embora os recursos venham do próprio Orçamento da União, nenhum movimento “ousado” será feito para bancar o programa.

“Ninguém vai fazer nenhuma estripulia no Orçamento. Mas seria extremamente injusto deixar aproximadamente 17 milhões de pessoas com um valor tão pouco”, disse Bolsonaro.

Lula também comentou o assunto

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que deve disputar as eleições em 2022, comentou a situação em seu Twitter e apoiou o aumento do valor das parcelas. Porém, segundo ele, o Partido dos Trabalhadores (PT) defende um auxílio ainda mais alto, de R$ 600 por mês.

“Tô vendo o Bolsonaro dizer agora que vai dar R$ 400 de auxílio. Tem gente dizendo que é auxílio eleitoral, que não podemos aceitar. Não penso assim. O PT defende um auxílio de R$ 600 desde o ano passado. O povo precisa. Ele tem que dar. Se vai tirar proveito disso, problema dele”, escreveu Lula.

Se você chegou até aqui, você provavelmente vai gostar de: “Tenho vontade de privatizar a Petrobrás”, revela Bolsonaro

Inscreva-se na nossa newsletter!