Bilionário da Evergrande perde US$ 1 bilhão em um dia

Luxo pelo ralo
evergrande-group_3

O negócio está ficando feio lá para o lado dos bilionários donos do Evergrande, a gigante incorporadora da China que está levando o sistema financeiro chinês à loucura por conta de um potencial calote. 

Contexto geral do que está rolando 

Ontem, falamos aqui na The Compass sobre as diversas atividades que a Evergrande se envolveu e sobre o tamanho da dívida, que foi causada por esses luxos da empresa…

Desde clube de futebol, a estádios de mais de US$ 1 bilhão e até uma ilha artificial com shoppings e museus, a Evergrande simplesmente assumia dívidas e empréstimos descontroladamente. Como consequência, a empresa teve que soltar uma nota aos investidores dizendo que não tem caixa para pagar as dívidas que somam simplesmente US$ 300 bilhões.

Perda de US$1 bilhão em um dia 

Com esse caos todo rolando por lá, as ações da Sinic Holdings Grupo despencou 87% ainda ontem e o ex-bilionário do mercado imobiliário chinês e presidente do Sinic Holdings, Zhang Yuanlin, viu seu patrimônio derreter com força indo de US$ 1,3 bilhões para US$ 250,7 milhões em um único dia, imagina como vai ser o sono desse cara.

De acordo com especialistas da AFP, o setor imobiliário da China representa mais de 25% do PIB chinês então por isso todo o desespero com um titã desse mercado simplesmente a beira do colapso financeiro.

Consequência no mercado brasileiro

Por mais que pareça muito longe e um problemão só lá na China, um “rombo” desse tamanho tem impactos mundiais, inclusive aqui no Brasil já que a instabilidade que a falência trilionária da Evergrande pode causar é sem precedentes.

Você também pode curtir: Indústria e Varejo da China perdem força em Agosto com avanço do Covid-19

Inscreva-se na nossa newsletter!