Biden sendo gente fina com a América Latina e farpas China x EUA

Biden em discurso

Ontem, no nosso feriadão que não foi tão feriadão para muitas pessoas, o Titio Biden anunciou a doação de mais de 25 milhões de doses da vacina anti-covid.

  • Dessas 25 milhões, 19 milhões serão alocadas pelo Covax, o consórcio comandado pela Organização Mundial da Saúde 
  • 6 milhões de doses serão alocadas para a América Latina 

Poreeeem, nosso Brasilzão vai ficar de fora do grupo dos primeiros países a receberem essas 25 milhões de doses. 

Os primeiros países serão:

  • Índia, o epicentro atual da pandemia 
  • México 
  • Canadá
  • Coreia do Sul 

Os países latino-americanos beneficiados com as 6 milhões de doses serão:

  • Argentina
  • Colômbia
  • Costa Rica 
  • Peru
  • Panamá 
  • Haiti

Como é o critério para distribuição?

Segundo o Governo Americano, os critérios para a distribuição são baseados em “estatísticas sanitárias” para estabelecer uma ordem de prioridade e também informações científicas sem favoritismo político.

Pressão nos gringo

Essas doações vêm em um momento de pressão forte pra cima dos Estados Unidos, especialmente porque enquanto Donald Trump ainda estava no poder as farmacêuticas eram “forçadas” a priorizar o mercado americano, antes de distribuir a vacina para outros países.

Treta China x EUA até para doação

Que Estados Unidos e China são tretados todo mundo já sabe, mas até para doação os caras trocam farpas.

O embaixador chinês no Brasil, Yang Wanming compartilhou a reportagem da doação dos Estados Unidos em seu twitter com a frase “melhor que nada” #farpas 

Tweet de Yang Wanming
  • A China lidera a doação de doses anti-Covid no mundo 
  • além da pressão para os Estados Unidos doarem, a pressão para liderar o avanço da vacinação no mundo é um fator decisivo na disputa da liderança mundial

Inscreva-se na nossa newsletter!