Início » Economia » Arrecadação federal sobe 12,87% em setembro e chega a R$ 149 bilhões

Arrecadação federal sobe 12,87% em setembro e chega a R$ 149 bilhões

É recorde! Este é o maior valor registrado para um mês de setembro na série histórica
Ministério da Economia piora projeções de inflação e PIB para 2021 e 2022
(Foto: Getty Images)

A arrecadação federal de impostos e contribuições chegou a R$ 149,1 bilhões em setembro, de acordo com as informações divulgadas hoje (26) pela Receita Federal.

O valor representa uma alta real (descontando a inflação) de 12,87% na comparação anual e é um recorde para o mês de setembro desde o início da série histórica, em 1995.

O resultado veio um pouco acima das expectativas do mercado. Os analistas consultados na pesquisa Projeções Broadcast, por exemplo, esperavam uma média de R$ 147,70 bi.

Além de ser a maior arrecadação para o mês de setembro, o ano de 2021 também tem o maior volume arrecadado da série histórica. Nos nove primeiros meses do ano, a arrecadação federal somou R$ 1,34 trilhão.

Na comparação com o mesmo período do ano passado, o valor indica um avanço real de 22,30%.

O que isso significa?

Basicamente, como já dá para imaginar, isso significa que o governo federal está arrecadando mais dinheiro. Um dos fatores para explicar este aumento é a recuperação da economia após os impactos da Covid-19.

Além disso, por conta da segunda onda do coronavírus, no início do ano, os pagamentos de alguns tributos foram prorrogados para o segundo semestre. Isso fez com que os tributos adiados somassem R$ 2,61 bilhões no mês passado.

Vale destacar ainda o aumento do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), que entrou em vigor no final do mês para ajudar a financiar o Auxílio Brasil.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp