Análise do 5G é adiada novamente; prejuízo estimado é de R$ 100 milhões por dia

Quem vive reclamando do 4G ainda vai precisar segurar a onda por um tempinho
5g

Nesta segunda (13), a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) adiou novamente a aprovação do edital da venda de licenças do 5G.

Isso ocorreu diante de um pedido de vista pelo conselheiro Moisés Queiroz Moreira.

O prejuízo estimado pelo governo federal é baseado na expectativa de que o leilão das faixas de frequência do 5G poderia trazer ao país investimentos da ordem de R$ 2,8 bilhões ao mês, segundo o ministro de comunicações Fabio Faria.

Mas o que é o 5G?

 

Trata-se de uma tecnologia que aumenta a velocidade de conexão móvel e permite novos serviços com conexão segura e estável, abrindo espaço para usar mais serviços em mais áreas, como indústria, saúde, etc.

Moreira, que pediu vistas na análise, afirmou que é preciso mais tempo para que sejam feitas análise e discussão e assim retomar o processo o quanto antes em uma reunião extraordinária.

“Não tivemos tempo hábil para endereçar melhor as providências a serem tomadas”,

Declarou Queiroz, referindo-se às recomendações feitas pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e das respostas que serão dadas pela agência reguladora

E essa foi a segunda vez que a discussão do processo foi adiada. A partir da aprovação, que ocorreria após a reunião, a Anatel faria o leilão entre 30 a 45 dias.

O leilão, que está sendo analisado desde 2019 e antes estava previsto para 14 de outubro, não tem mais uma data até o momento.

Adm

O jeito vai ser esperar, né? Reclamar não resolve

Inscreva-se na nossa newsletter!